Busca por conserto de videogames cresceu 63% em dezembro

Aplicativo de contratação de serviços registrou mais de 3,6 mil pedidos pelo serviço no mês, principalmente em relação às marcas Playstation e Xbox.

Na pandemia, o videogame se tornou um aparelho cada vez mais usado, por adultos e crianças, para espantar o tédio da reclusão. Segundo o GetNinjas, maior aplicativo de contratação de serviços da América Latina, a demanda pelo serviço de conserto de videogames aumentou 63% em dezembro do ano passado em comparação com o mesmo período de 2019. Já entre janeiro até dezembro do ano anterior, o crescimento foi de 33%. No total, foram mais de 53 mil solicitações feitas no aplicativo em 2020.

Segundo o estudo, o mês que contabilizou o maior pico de demanda foi maio, com mais de 7 mil solicitações feitas no aplicativo. Em detalhes, a semana dos dias 17 a 23 de maio contabilizou 219% de aumento na busca pelo serviço em comparação com os dias dias 8 a 14 de março, período em que a crise ainda não havia impactado diretamente o setor de serviços brasileiro. Durante os meses de reclusão, o serviço de reparos de videogame superou até mesmo o conserto de
notebooks e de computadores.

“Tamanho aumento na procura pelo serviço indica uma maior familiaridade das pessoas com a contratação de serviços via apps, o que acelera a digitalização do setor de serviços; fenômeno benéfico tanto para o cliente quanto para o profissional, em questão de segurança e praticidade”, analisa Eduardo L’Hotellier, fundador e CEO do GetNinjas.

Além disso, o empreendedor ressalta que por conta da crise, os consumidores preferem reparar um aparelho a ter que investir em um novo.

Por fim, a popular rixa entre os usuários da marca Playstation e da marca Xbox também pôde ser percebida nas demandas feitas por consumidores no aplicativo. De acordo com o levantamento da plataforma, 48% dos pedidos eram para o conserto de consoles de Playstation, enquanto as solicitações por Xbox somam 46% da demanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *